Museu das Trilobites - Centro de Interpretação Geológica de Canelas


Bivalves, rostroconchas, gastrópodes, cefalópodes, braquiópodes, crinóides, cistóides, hiolítidos, conulárias, ostracodos, graptólitos e icnofósseis ganham nova vida, no Centro de Interpretação e Investigação Geológica de Canelas. Mas são as trilobites que se destacam, como os maiores exemplares do mundo, da sua espécie. Os vários fósseis aqui expostos contam-nos histórias da história da Terra, alguns dos capítulos mais longínquos da evolução da vida no nosso planeta. Aberto ao público desde 1 de Julho de 2006, na freguesia de Canelas, nas imediações da “Pedreira do Valério”, este museu particular tem desempenhado um papel fundamental no estudo, preservação e divulgação deste património, recolhido nas ardósias aflorantes da sua envolvente pela empresa Ardósias Valério & Figueiredo, Lda., formadas num antigo mar austral há cerca de 465 milhões de anos (Período Ordovícico). O Centro de Interpretação e Investigação Geológica de Canelas (CIGC) assume-se, assim, como um exemplo de cooperação entre a indústria extrativa, a educação e a ciência.

 

 

Nota: O CIGC promove, em colaboração com a empresa de ardósias, a visita à unidade de transformação das ardósias e dinamiza um percurso didático-pedagógico designado “Rota do Paleozóico”, ao longo de um conjunto de trilhos na sua envolvente.

Agregar a mi viaje >

Informaciones útiles

Canelas de Cima - Canelas, 4540-252, Arouca
Aveiro, Arouca, Canelas
http://museudastrilobites.pt
917766141
geral@museudastrilobites.pt
mar - sáb: 10:00 - 12:00
mar - sáb: 14:00 - 17:00
dom: 14:30 - 17:30
  • Latitude 40,962507
  • Longitude -8,21558